ELEIÇÕES 2018

Bolsonaro busca mais de 60%; Haddad torce por virada

images (4)

Hoje é o último dia da propaganda eleitoral gratuita. Também o último para grandes comícios. Jair Bolsonaro tem ampla vantagem e, ao menos por enquanto, não há qualquer indício concreto de possibilidade de virada. Novos números do Ibope, porém, distribuídos ontem, indicam ao menos uma mudança: ex-prefeito, Fernando Haddad é o novo líder na capital paulista, que governou, embora por diferença estreita. Tem 51% dos votos válidos contra 49% do adversário. A diferença está no interior, onde Bolsonaro lidera por 71 a 29% e na região metropolitana, onde o militar tem 63 contra 37%.

O Datafolha será divulgado às 19h.

Valdo Cruz: “As equipes de Jair Bolsonaro e Fernando Haddad traçam estratégias finais para terminar a eleição presidencial com maior força. O candidato do PSL tem como meta ganhar com um patamar acima de 60%. O PT sonha com uma virada, mas busca ao menos encerrar a disputa perto dos 50%, a fim de se afirmar como principal força de oposição. A última pesquisa Ibope, mostrando uma variação negativa de Bolsonaro de dois pontos, foi avaliada por assessores do candidato do PSL como um alerta. Dentro da estratégia, ganhar a eleição com mais de 60% daria força política, garantindo principalmente apoio dentro do Congresso para aprovar as primeiras medidas. Do lado petista, a pesquisa mostrando aumento da rejeição de Bolsonaro e diminuição da de Haddad trouxe um ânimo extra. Haddad reconhece que uma virada é difícil, mas não deixa de nutrir esperança de uma onda final. Para tentar uma arrancada, vai mirar o Nordeste e aqueles eleitores de centro que migraram por causa de um sentimento antipetista. O tom radical assumido por Bolsonaro nos últimos dias pode levar essa parcela do eleitorado a uma reflexão que venha a beneficiar Fernando Haddad. No mínimo, petistas esperam que seu candidato termine a eleição próximo de Bolsonaro. Com isso, a expectativa seria pavimentar o caminho para tentar voltar ao poder em 2022.”

Fonte Meio Notícias

About the author

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Add Comment

Click here to post a comment