Entretenimento

Fantástico chega aos 45 anos com nova abertura e show de Ivete Sangalo

SAO PAULO CADERNO 2 CADERNO 2/ TV/ EXCLUSIVA
Tadeu Schmidt com a Poliana Abritta no estúdio do Fantástico.
FOTO Globo/ Joao Cotta.
SAO PAULO CADERNO 2 CADERNO 2/ TV/ EXCLUSIVA Tadeu Schmidt com a Poliana Abritta no estúdio do Fantástico. FOTO Globo/ Joao Cotta.

“Foi talvez uma das etapas mais importantes da minha vida profissional”, afirma Glória Maria

Quem tem mais de 50 anos, certamente vai se lembrar de como foi surpreendente o surgimento na telinha de um programa de variedades como o Fantástico, da TV Globo. Os que têm menos idade, já se habituaram com a revista semanal, que entra no ar todo domingo à noite e que faz lembrar que lá vem a segunda-feira. Mais que uma lembrança, o Fantástico, que completa exatamente neste domingo 45 anos, nasceu com o objetivo de trazer inovações, debates importantes, matérias de todos os temas possíveis. Foi no Fantástico que vimos, em 1974, um dos primeiros clipes coloridos, com a exibição de Raul Seixas cantando Gita, e foi nessa época também que conhecemos a Zebrinha, o boneco que dava o resultado da loteria esportiva.

About the author

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Add Comment

Click here to post a comment