Catalão Educação

Ministro da Educação inaugura UFCat, obras do IF e Curso de Medicina

28386399148_7a7a28fb20_o-1-585x389
Nesta segunda-feira (21), aconteceu oficialmente a transição da UFG – Universidade Federal de Goiás campus Catalão – para UFCAT (Universidade Federal de Catalão), e também foi lançada a pedra fundamental do prédio que irá abrigar o curso de medicina. Na ocasião também teve o lançamento da pedra fundamental que marca o início da construção da sede própria do IF Goiano: o Instituto Tecnológico da cidade. Autoridades políticas estaduais e federais estiveram em Catalão para acompanhar os eventos

Ao lado do prefeito Adib Elias, dos senadores Ronaldo Caiado e Wilder Morais, do deputado estadual Zé Nelton, do governador do estado José Eliton e do Reitor da UFG de Goiânia Edvar Madureira e com a presença de estudantes, professores e vereadores, o ministro da Educação, Rossieli Soares, anunciou a criação da Universidade Federal de Catalão (UFCat), por desmembramento do campus Catalão, da Universidade Federal do Goiás (UFG).

“Bom. Primeiro a prefeitura através do prefeito foi um apoio fundamental. Desde a doação do terreno ao incentivo, a busca constante com toda a bancada para a construção tanto do novo prédio de medicina, mas pela transformação da UFG em Universidade Federal de Catalão, trazendo identidade para a cidade. Os senadores Wilder e Caiado foram fundamentais em todo o trabalho de conseguir, primeiro, a aprovação dentro da lei, na articulação, em trazer recursos para a própria universidade. Então, são duas pessoas que trabalharam e trabalham muito pela UFG e, agora, pela Universidade Federal de Catalão”, afirmou o ministro.

A Lei que determina a criação da nova universidade (Lei nº 13.634) foi publicada em 20 de março de 2018. O campus de Catalão da UFG, constituído das unidades 1 e 2, passa a integrar a UFCat, incluindo a transferência automática de seus cursos, alunos regularmente matriculados e cargos.

“A UFCat vai ter um foco muito ligado ao contexto local, ao contexto da comunidade, a economia que é muito pujante nessa região e ter, então, a universidade com a sua identificação”, disse Rossieli Soares. “Para o Governo Federal, incentivar isso é fundamental, especialmente, pelo ensino superior que traz desenvolvimento junto com todo o restante das áreas econômicas da região.”

Segundo o reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, a criação da UFCat é uma conquista que vem com a marca da união entre a UFCat e a UFG. “Esse é um projeto que traz esperança para uma quantidade inimaginável de jovens desta região e de todo o país, que hoje já vem estudar aqui. Tudo em busca de uma universidade mais forte”, disse o reitor.

A UFCat já nasce com 35 anos de experiência no ensino, pesquisa e extensão, com cerca de 3.500 alunos, pouco mais de 450 servidores efetivos, cerca de 130 servidores terceirizados, além de 28 cursos de graduação, 10 mestrados e dois doutorados.

O prefeito da cidade, Adib Elias, observou que a cidade tem uma economia importante, um comércio crescente, uma pecuária e uma agricultura grande e uma localização privilegiada. “Quando o jovem passa no vestibular e vem morar aqui, isso acaba transformando essa grande instituição de ensino também em uma indústria importante para a cidade”, afirmou Adib Elias.

Curso de Medicina

O ministro Rossieli Soares aproveitou a oportunidade para lançar a pedra fundamental da construção do prédio da saúde que abriga o Curso de Medicina da universidade. O custo estimado para construção do local, para o curso de medicina, é de aproximadamente R$ 8.850.000,00. A previsão é de que o curso inicie suas atividades em 2019. “Nós hoje estamos aqui simbolicamente dando início a construção do prédio da área de saúde, especificamente o prédio que vai abrigar o curso de medicina aqui em Catalão. O que sempre é um grande sonho da população”, disse o ministro.

O senador Ronaldo Caiado (DEM/GO) lembrou o papel do ex-ministro Mendonça Filho para que a universidade tivesse o curso de medicina. “Com trabalho árduo, ele teve papel importantíssimo para a autorização do curso de medicina aqui”, elogiou. Já o senador Wilder Morais (DEM/GO) lembrou que veio de uma família humilde e que, se não fosse a educação, ele não estaria ali hoje como senador da República. “Me orgulho muito de lutar no Senado Federal pelas causas da educação”, disse.

O edifício contará com 2.680 m² e será composto por laboratório de técnicas operatórias, laboratórios de habilidades médicas, auditório de 100 lugares, salas de tutoria, laboratório multidisciplinar, salas de professores, salas de coordenação, secretarias, cantina, fotocopiadora e banheiros.

IF Goiano

Continuando o dia proveitoso para a cidade, que recebeu mais desenvolvimento, mais educação e mais crescimentos em todos os sentidos, após a doação de uma área de 11 mil e 200 metros quadrados no valor de cerca de R$ 2 milhões por parte da Prefeitura, foi lançada a Pedra Fundamental de construção da sede própria do IG Goiano de Catalão. A solenidade marcou o início das obras que devem custar em média R$ 10 milhões. Desse valor, R$ 4 milhões já foram doados pelo MEC – Ministério da Educação e Cultura. O resultado será uma educação com mais qualidade para os jovens de Catalão.

 

About the author

Allan Ribeiro

Minha história com o jornalismo tem uma trajetória que começou a ser escrita aos 11 anos de idade, quando comecei a representar o jornal O Diário da Manhã.
O fiz por gostar de ler e de estar informado. De entregar o jornal passei a enviar notícias da cidade a serem publicadas.
Ao visitar o jornal, em conversar com o senhor Batista Custódio, surgiu a possibilidade de publicar artigos sobre temas específicos. Foi o que fiz, e ver a repercussão só me incentivou.
Deste ponto passei a publicar também no O Popular. Como a volta do Novo Horizonte ao futebol profissional integrei a equipe da Rádio Xavantes, graças a Deus, naquela oportunidade o time subiu para a divisão de elite.

Add Comment

Click here to post a comment